Saídas

Consulte aqui toda a informação sobre as nossas saidas de mergulho. Os melhores mergulhos nos melhores locais de mergulho de Portugal Continental, Açores, Madeira e Cabo Verde.

Próximas Saídas

Encontre a experiência perfeita de mergulho.

Os Nossos Locais

Descubra todos os nossos locais

Baixa da Feteira

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 35 metros
PADI AOWD

Baixa com profundidade máxima de 35m ascendendo até aos 12 m de profundidade. Poderá encontrar Garoupas, Barracudas, Cavalas, Moreias, Coral negro.

Baixa do Mário

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 35 metros
PADI AOWD

Montanha subaquática que começa a 18 metros e continua por mais de 40m de profundidade. Geralmente com corrente forte e muita biodiversidade.

Boca das Caldeirinhas

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 35 metros
PADI OWD ou equivalente

Localizada na reserva das Caldeirinhas. Parede entre os 6-60m, com a possibilidade de em baixo de água “espreitar” para o interior da cratera de um vulcão. Aparenta uma “paisagem vulcânica” dramática com uma grande quantidade de canyons e fendas. Fauna: Moreias, Garoupas, Barracudas, Cavacos, Lagostas, Sargos, Bodiões, Safios e coral negro.

Entre Montes

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 22 metros
Certificação PADI OWD ou equivalente

Entre Montes é um mergulho que nunca deixa de surpreender quem o faz. A cerca de cinco minutos de barco do porto da Horta e junto a terra, é uma baía abrigada que permite iniciar o mergulho nos seis metros e progredir até cerca de vinte se assim se entender. Apesar de simples apresenta uma fantástica diversidade de vida bem como de belas paisagens. Pode observar desde meros a raias, tendo um local onde habitualmente se encontram cavalos marinhos.

Pontão 16

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 25 metros
PADI AOWD ou equivalente

Embora este mergulho em naufrágio seja fácil por não permitir penetrações nas estruturas e a profundidade ser bastante regular e constante, este mergulho é, no entanto apenas aconselhável para mergulhadores mais experientes já que é realizado a uma profundidade razoável (entre os 21 e 26 metros).
Conhecido como Pontão 16 esta estrutura de 40 metros de comprimento e 17 de largura é um batelão que foi afundado propositadamente neste local para a prática do mergulho, sobre um fundo de areia e numa zona relativamente abrigada. Afundado em 2003 as estruturas metálicas já se encontram consideravelmente cobertas por esponjas e algas e podemos encontrar uma grande abundância de sargos (Diplodus sargus) que parecem cobrir toda a estrutura do batelão, deixando pouco espaço livre para outras espécies comuns no local como as garoupas (Serranus atricauda).
No fundo de areia que rodeia o naufrágio são presença regular os ratões (Taeniura grabata), peixes-lagarto (Synodus saurus) e solhas (Bothus podas). Na coluna de água, por seu turno, duante a subida e descida é frequente ver um grande cardume de vagarosos peixesporco (Balistes capriscus).